Bem-vindos ao Ar da Graça!

Olá gente querida!
Sejam todos bem-vindos ao Blog do Ar da Graça!

Para começar minha jornada de blogueira e vlogueira (já se inscreveu no Meu Canal?), quero compartilhar com vocês o que a Aromaterapia significa para mim.

A Aromaterapia representa uma oportunidade de ampliarmos nossa escuta atenta e respeitosa para o que a Natureza tem a nos dizer. Porque Ela fala, e muito. Ela contempla todo o movimento da Vida, da alvorada ao pôr do Sol, da fase nova até a fase minguante da Lua, das sementes que são colhidas pelos passarinhos, jogadas ao vento, e germinadas na terra fértil até o envelhecer das folhas de suas árvores. Ela nos ensina a todo momento o movimento do início, do meio e do fim; do nascer, do amadurecer e do morrer. Nos ensina o tempo de agir e o tempo de esperar. E mesmo quando há espera, algo acontece em algum lugar.

Os povos ancestrais sabiam genuinamente observar Seu movimento e obedecê-lo, celebrando a Vida em harmonia com a sua Mãe Terra. Por diversos motivos, atualmente muitos de nós perderam o fio de conexão com as sementes que são plantadas na terra. Nem sequer no pó da terra nossos pés tocam. Estes que nos sustentam já nem lembram mais a textura da estrada que leva à casa dos grãos semeados. Conhecem bem a textura da pantufa ou do chinelo, do piso térmico, do tapetinho do banheiro. Nossos sapatos sentem somente o cimento, asfalto, o elevador, os pedais do carro. Cadê o barro? Cadê a grama? Cadê a experiência de tocar na lama, e nela cultivar dentro de si uma flor de lótus.

A Aromaterapia toca em meu coração como a terra toca nos meus pés, como o vento balança meus cabelos, como a água lava meu rosto e o sol acaricia minha pele. Ela é um dos caminhos que nos sensibilizam para a jornada de cura, de ampliação da visão, de reconexão com o fluxo da vida. Isso tudo porque ela trabalha com a Alma das plantas – os Óleos Essenciais. E a cada inspiração de uma gota de Óleo, beijam-se nossas almas harmoniosamente, celebrando o pulsar da existência.

Existem diversos estudos sobre essas substâncias naturais, voláteis e perfumadas, especialmente em inglês, pois em outros países esta ciência faz parte do currículo acadêmico de um profissional da saúde. Estuda-se seus aspectos químicos, físicos, emocionais, quânticos e vibracionais. Há uma infinidade de trabalhos possíveis para serem realizados de forma integrada com o uso dos óleos essenciais. Porém, há muita gente ainda que nem sabe que essa preciosidade da Natureza existe.

Aí o Ar da Graça vem tomando forma em minha vida, tornado-se uma imagem que une a ciência com a ancestralidade; o material com o energético. Cresce em mim o desejo de tornar a Aromaterapia uma via de saúde mais conhecida na nossa sociedade, trabalhando no sentido de agregar ao trabalho de profissionais qualificados dentro dessa área que já me inspiram e me servem de exemplo há muito tempo.

É dentro dessa proposta que venho realizando meus estudos em Aromaterapia – a da complementaridade. Pois a cura é um processo e um resultado amplo, que requer muitas vias de cuidado. E aqui pretendo compartilhar com vocês, amigos leitores, as vias complementares que esse conhecimento propõe.

Fica aqui meu convite para você também abrir-se mais para escutar o que a Natureza almeja, a todo momento, nos revelar. Descubra formas de você se escutar mais, ouvir seu corpo, suas dores e seus anseios. E saber que, provavelmente, sejam muito parecidos com os das pessoas ao seu redor. Há uma inteligência múltipla que habita em seu ser, em cada célula do seu corpo, e isso também pertence à Grande Natureza. O Macro é reflexo do micro. O Cosmos e o Universo são reflexos do sistema celular; um se assemelha ao outro, mostrando os caminhos para o reencontro com sua verdadeira essência.

Lembre-se: a Sua Natureza é também a Minha Natureza.

Confira neste vídeo a apresentação deste Laboratório Alquímico!